Conheça Mais sobre Vinhos
Adega do Vinho
O vinho e o clima

Após a vinha, o clima é o mais importante ingrediente do vinho e a grande variável. O clima médio durante um período longo em qualquer região define os limites do que pode ser cultivado e quais os resultados esperados, porém são os caprichos do clima durante um ano que podem fazer ou quebrar uma safra. Um simples fenômeno como geada ou granizo pode também afetar a quantidade em vez da qualidade, ás vezes dizimando o tamanho de uma safra. O granizo é tão desastroso quanto a geada de primavera, embora felizmente tenda a ser mais localizado.

Muitos fatores influenciam o clima, dos quais a temperatura e a chuva são, indubitavelmente, os mais importantes. Obviamente, a luz do sol é vital para a fotossíntese, porém a temperatura é mais critica, especialmente em locais frios. O clima de uma região vinícola afeta crucialmente não somente a escolha da uva, mas também o tipo de vinho que ela pode produzir. Os vinhos de clima frio tendem a ter teor alcoólico mais baixo e maior teor de acidez que aqueles produzidos em climas quentes, cujos sabores podem ser menos refinados, porém mais enfáticos. Sem chuvas sem chuva ou calor suficiente as uvas não amadurecem adequadamente. Um excesso de qualquer dos dois pode prejudicar muito a qualidade dos vinhos produzidos através dessas uvas.

As temperaturas médias (a média diária das temperaturas máxima e mínima) no mês final do amadurecimento, normalmente, ficam entre 15°C e 21°C para produzir bons vinhos de mesa (climas mais quentes produzem bons vinhos de mesa e extremamente bons vinhos fortificados). Os invernos necessitam ser frio o suficiente para permitirem que a vinha tenha seu sono de revitalização (hibernação). No entanto, se as temperaturas ficarem abaixo de -15°C no inverno, o risco de que até mesmo as vinhas hibernadas sejam fatalmente congeladas pode ser muito alto, e certa proteção contra o inverno pode ser necessária.

A diferença entre as temperaturas de inverno e as de verão é importante. Em climas continentais como em Finger Lakes, em Ontário, e na Alemanha Oriental, onde a diferença é grande e o clima é afetado principalmente pela grande massa de terra, as temperaturas caem tão bruscamente no outono que há risco de as uvas simplesmente não amadurecerem completamente. Em climas marítimos mais quentes como o do Margaret River, no western Austrália, os invernos nem sempre são frios o suficiente para que as vinhas hibernem, e a vitivinicultura orgânica pode ser dificultada, porque as pragas e as doenças nem sempre são mortas no inverno. Em climas marítimos mais frios como em Bordeaux , na França, e Long Island, no estado de Nova York, o clima durante a floração ( evento crucial qualitativo no começo do verão) é, muitas vezes, inconstante e frio, o que pode prejudicar a quantidade de fruta que é plantada e a uniformidade desta plantação.

As temperaturas também variam durante o dia. Normalmente a temperatura do ar é é mais alta no inicio da tarde e mais baixa no alvorecer.

Algumas regiões tem o contraste muito mais marcante entre as temperaturas diurnas e noturnas que outras regiões e são conhecidas por sua grande variação de temperatura diurna.

A vinha necessita tanto de água quanto de calor. Normalmente, é necessário um índice pluviométrico anual médio de pelo menos  500 mm (e 750 mm ou mais em climas mais quentes, onde a evaporação do solo e a transpiração das folhas são bem maiores), a fim de promover fotossíntese suficiente para amadurecer as uvas. Em várias regiões vinícolas chove muito menos do que isso, porém os produtores com acesso à água de irrigação - conseguem compensar a carência. Algumas variedades como a Airén, de La Mancha, Cultivadas como vinhas silvestres, são particularmente tolerantes  a aridez.

Se faltar água para a vinha, ela sofrerá de estresse aquático e tenderá a produzir  frutas menores com cascas mais grossas. Embora isto leve a reduzir a produção total, pode, até certo ponto, resultar em vinhos com uma verdadeira concentração de sabor e cor. No entanto, a seca severa interrompe o amadurecimento completamente, pois a vinha entra em processo de sobrevivência e não em modo reprodutivo, resultando em vinhos não equilibrados.

A disponibilidade de água de irrigação, em vez de qualquer aspecto climático, é o fator que impede a dispersão da vinha em muitas regiões de verões quentes, especialmente no hemisfério sul e na Califórnia. Em teoria, não existe um limite máximo para o índice pluviométrico anual. Até mesmo vinhedos alagados podem se recuperar rapidamente, especialmente no inverno. Como exemplo, partes da Galícia, no norte da Espanha e o Minho, no norte de Portugal, podem ter um índice pluviométrico médio de mais de 1.500mm por ano. O fator crítico na precipitação atmosférica é o momento em que ocorre. Se houver chuvas fortes pouco antes da colheita, especialmente após um período de clima relativamente seco, as uvas podem inchar rapidamente, e os açúcares, os ácidos e os sabores que já estão desenvolvidos podem se diluir rapidamente.

Um tempo muito chuvoso durante a segunda metade do período de cultivo também pode encorajar doenças fúngicas às quais vinhas estão sujeitas, e uvas podres podem ser o resultado desagradável (embora vinicultores modernos lutem com um arsenal de sprays e técnicas de treinamento das vinhas, de modo que estão muito menos propensos a colher as uvas precocemente do que seus predecessores)

O vento pode ser um fator importante também. Os ventos às vezes são benéficos, pois refrescam os vinhedos quentes e secam os úmidos, na Córsega ou no Sul do Uruguai, por exemplo.

No entanto, o estresse constante causado pelo vento, como Salinas Valley de Monterey, na Califórnia, pode interromper a fotossíntese e adiar o processo de amadurecimento. Viticultores em áreas mais expostas, no vale do Rhône do Sul, são obrigados a instalar quebra ventos para minimizar os efeitos do notório mistral, e o seco mais que bem vindo pelos vinicultores.




Conheça Também:

Imigrantes Bebidas
Clã do Whiky
Vodkas.com.br
cervejanacionaleimportada.com.br
Bebidaebebidas.com.br
Alambique da Cachaça
Absintos.com.br
8810860