Conheça Mais sobre Vinhos
Adega do Vinho
Conservação do Vinho

CONDIÇÕES AMBIENTAIS DA ADEGA

Temperatura: 12 a 18o C

Umidade: moderada (50 a 70%)

Arejamento: moderado

Luminosidade: mínima

Vibração: mínima

Localização: que atenda a todos itens

CUIDADOS COM AS GARRAFAS

Posição: deitadas ou de cabeça para baixo

Disposição: brancos e jovens abaixo; de guarda acima

Manutenção: rótulo, cápsula e rolha

Identificação: rótulo de garrafa ou de pateleira - eventualmente numeradas

Registro: ficha com nome, origem, safra, características degustativas (visuais, olfatórias e gustativas), data, local de compra e preço, local de degustação e companhia(s)

ADEGAS CLIMATIZADAS

Para a correta conservação do ambiente propício à guarda de vinhos, existem à venda armários especiais, sob forma de móveis para a decoração ou para embutir em vãos de casas ou apartamentos. Estas adegas são armários climatizados especialmente desenhados para esta finalidade, permitindo a conservação correta de um grande número de garrafas em pequenos espaços, distribuídas em gavetas ou prateleiras de fácil manuseio.A maioria delas é importada, podendo chegar a preços elevados conforme o tipo, tamanho e recursos oferecidos.

No Brasil várias empresas comercializam adegas climatizadas para vinhos. A maioria vende móveis (tipo geladeira / armário para 60 a 300 garrafas) ideais para apartamentos. Outras vendem aparelhos de refrigeração (tipo ar condicionado para ser instalado em um cômodo da casa) com potência suficiente para climatizar espaços de 700 a 10 mil garrafas. Projetos especiais são recomendados para se criar uma adega em sua residência, e o ideal é planejar antes de construir, para adequar os equipamentos e a isolação térmica à obra.

O TEMPO MÁXIMO DE GUARDA

O tempo máximo de guarda de um vinho não deve ser o tempo máximo que ele suporta antes de se deteriorar (tempo de vida), mas sim o tempo em que ele ainda está na plenitude de suas características, de sua tipicidade. O ideal é tomá-lo no seu apogeu.

Os tempos aqui mencionados são valores médios aproximados e podem variar dependendo das condições climáticas e do solo da safra, bem como das condições de guarda do vinho.

ATÉ 1 ANO:

Beaujolais nouveau ou primeur

(A rigor, esse vinho mantém a sua tipicidade, pleno aroma e sabor frutado até cerca de 6 meses)

ATÉ 2 ANOS:

A maioria dos brancos e alguns tintos brasileiros

Beaujolais genéricos e vinhos verdes portugueses

ATÉ 3 ANOS:

Alguns tintos e brancos europeus (Valpolicella, Chianti comum, Frascati, Lambrusco, etc.)

A maioria dos tintos e alguns brancos brasileiros

Espumantes brasileiros

Rosados

ATÉ 4 ANOS:

A maioria dos brancos europeus

Os melhores tintos brasileiros

ATÉ 7 ANOS:

A maioria dos bons tintos europeus

Alguns dos melhores tintos brasileiros

Champagnes não safrados

ATÉ 10 ANOS:

Champagnes millesimés (datados)

Alguns grandes brancos europeus (Auslese, Bourgogne, Alsace, Rioja, etc.)

ATÉ 15 ANOS:

Alguns grandes tintos europeus (Bordeaux, Bourgogne, Rioja e Douro, etc.)

ATÉ 25 ANOS:

Alguns grandes europeus tintos (Bordeaux, Bourgogne, Barolo, etc.) e brancos (Sauternes, Beerenauslese,Trockenbeerenauslese, Tokay, etc.)

ATÉ 50 ANOS OU MAIS:

Vinhos fortificados (Porto, principalmente os "vintage", Madeira, Jerez, etc.) e as safras excepcionais dos grandes tintos e brancos europeus




Conheça Também:

Imigrantes Bebidas
Clã do Whiky
Vodkas.com.br
cervejanacionaleimportada.com.br
Bebidaebebidas.com.br
Alambique da Cachaça
Absintos.com.br
8810890